sábado, 1 de agosto de 2009

ME DESCULPEM, MAS SOU HUMANO!!!


Apenas duas semanas depois de ter competido no Challenge Roth fui nesta quarta feira , dia 29 de julho , para o Triathlon Long Distance do Alpe D’Huez tendo a “RESPONSABILIDADE”  de carregar no peito o número 1 .  Digo responsabilidade pois a prova contava com grandes atletas, praticamente toda a seleção francesa, atual bicampeã mundial por equipe de Triathlon de Longa Distância, incluindo Julien Loy (atual Bicampeão Mundial) , a seleção italiana de Longa distância e a equipe TBB com atletas de toda a parte do mundo.

Ano passado fui Campeão dessa prova que para mim é uma das mais lindas do mundo. O cenário é maravilhoso parecendo uma pintura com céu muito azul e as montanhas ainda com neve.

A prova juntamente com o EMBRUNMAN , também na França,  são as provas mais difíceis do triathlon mundial. A prova do Alpe D’Huez só não é considerada a mais dura pois ela tem medidas menores.

O Embrunman são 3.8km de natação, 190 km de bike com mais de 5000 m de desnível , incluindo o famoso Col D’ Izoard e 42 km de corrida . A largada é as 6:00 da manhã totalmente no escuro, onde devemos seguir um caiaque com uma lamparina pendurada!!! No ano passado fui para essa prova que era um dos meus sonhos. Peguei chuva de granizo e 2 graus negativos no topo do Izoard!!! Depois de ter 3 pneus furados acabei abandonando a prova. Peguei muita chuva e frio! Na França o atleta não pode receber ajuda externa nem da organização da prova , com isso acabei ficando doente por mais de 1 mês e quase tive pneumonia… 

Voltando ao Triathlon do Alpe D’Huez. O evento consta com muitas provas durante toda a semana, começando no domingo com um short triathlon sem a subida do Alpe D’Huez. Na terça é realizado um triathlon infantil muito legal. As crianças na França tem uniformes com os próprios nomes e são muito talentosas. Na quarta é realizada a prova mais importante que é o Longo. São duas transições e as medidas são: 2200m de natação , 115 km de bike com 3 montanhas (uma de 20km , outra menos inclinada de quase 25 km e para terminar o Alpe D’Huez com 15 km acabando na  transição 2), a corrida são 22 km dividida em 3 voltas a 2200 m de altitude. Na quinta-feira é relizada uma prova mais curta com 1000m de natação , 34 km de bike com o Alpe D’Duez e 7300 de corrida no mesmo local do Triathlon Longo.

Esse ano não consegui ter o mesmo desempenho do ano passado, mas fiz questão de prestigiar o evento e apesar de todo o sofrimento pela dificuldade da prova, jamais pensei em abandonar, mesmo tendo piorado quase 30 minutos do meu tempo do ano passado. Eu sou humano e apesar das distâncias não serem relativamente muito grandes, a dificuldade e o tempo de prova são referentes a um IRONMAN pois a prova leva mais de 6 horas.

Eu nadei muito bem e saí no primeiro pelotão, mas saí muito cansado e isso me prejudicou no início do ciclismo. Mas logo me recuperei e estava entre os 5 primeiros até a metade da primeira subida (20 km), quando um grupo forte me alcançou. Infelizmente não reagi pois conheço a prova e sabia que não estava suficientemente treinado e apresentava ainda “aquele”  cansaço típico de pós Ironman. Acabei perdendo algumas colocações e fiquei meio confuso pois a prova contava também com revezamentos. Com isso não sabia muito bem minha colocação. Fiquei durante o ciclismo num perde e ganha de colocações pois pela carcterística da prova, o rítmo mudava constantemente e durante todo o tempo um ou outro dava  “aquela quebrada”. Poucos conseguiam se recuperar. Devido a esse risco, fui prudente e confesso que até dei uma “quebradinha”  no início do Alpe D’Huez onde a inclinação era a mais dura da prova, mas felizmente, graças a Deus, consegui me recuperar. Fiz uma hidratação e alimententação muito boa durante toda a prova, com isso estava confiante de que aguentaria a “pressão”!

Saí para correr tranquilo e ganhei algumas colocações fechando a prova em décimo primeiro. Felizmente os 15 primeiros subiam no podium, o que me deixou muito feliz pois  nos últimos anos fui décimo primeiro em várias provas (Challenge France, Ironman 70.3 California e Campeonato Mundial de Ironman 70.3) , o que as vezes me deixava um pouco chateado.

 

Agora pretendo voltar aos treinos normalmente para em breve realmente poder fazer o meu melhor, voltando a competir somente quando estiver muito bem treinado e descansado.

 

Logo mandarei mais notícias sobre os treinos e um resumo de nossa viagem até agora.

 

Mais uma vez muito obrigado pela torcida. Forte abraço a todos e bons treinos!!!

 

3 comentários:

  1. Poxa, q dureza. Valeu!!!!!
    To na torcida.

    ResponderExcluir
  2. Boa Markinho... Estamos sempre acompanhando e na torcida!
    Grande bjo e se cuide.
    SAN, Carlinha e Fredinho

    ResponderExcluir